II Simpósio de Transplantes de Órgãos da Zona da Mata Mineira

As Ligas Acadêmicas Unificadas de Transplantes de Órgãos de Minas Gerais (LAUTO) promoveram nos dias 26 e 27 de agosto de 2016, nos Anfiteatros da Faculdade de Engenharia da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) o II SIMPÓSIO DE TRANSPLANTES DE ÓRGÃOS DA ZONA DA MATA MINEIRA. Os assuntos foram apresentados por palestrantes de renome e houve amplo espaço para discussão entre os palestrantes e convidados.

O encerramento do evento representa um marco para a instituição, uma vez que pela primeira vez a diretoria que tomou posse não possui um fundador entre seus integrantes.

Certificados
Clique aqui para acessar os certificados.

Programação
Clique aqui para acessar a programação.

Patrocinadores
Libbs, Côrtes Villela, Freeway, CDO, Flajolé Jalecos, Nutren e Cirúrgica Equilíbrio

Realização
LAUTO, Santa Casa de Misericórdia, UFJF, Suprema, UNIPAC

Inscrições online

A partir de hoje, 08 de agosto de 2016, as inscrições online para o II SIMPÓSIO DE TRANSPLANTES DA ZONA DA MATA estão abertas.

Informações Gerais |Fazer Inscrição Agora ou Acompanhar Inscrição

Siga a LAUTO também no Facebook (clique aqui) e acompanhe o evento lá (clique aqui) para ficar por dentro das atualizações, promoções e também do processo seletivo.

Programação – II Simpósio de Transplantes

## Datas: 26 e 27 de agosto de 2016

## Evento acreditado pela Comissão Nacional de Acreditação da AMB

## Participação obrigatória para o processo seletivo da LAUTO e da LATTO que será realizado no dia 31 de agosto de 2016 para o curso de medicina da UFJF, UNIPAC e SUPREMA. As ligas supracitadas pretendem realizar processo seletivo para o curso de enfermagem ainda neste ano.

## Programação científica

26 de agosto de 2016
– 13h: Workshop de Suturas (taxa de R$ 10,00 – vagas limitadas)
– 13:00: Workshop de Suturas
– 16:30: Credenciamento
– 17:45: Cerimônia de Abertura
– 18:45: O transplante na visão do transplantado – relatos reais
– 19:10: Captação de órgãos: desafio e sucesso?
– 19:45: Panorama do Transplante em Juiz de Fora
– 20:15: Por que transplantes não funcionam para sempre?
– 20:45: Rejeição aguda celular e humoral
– 21:15: Coquetel
27 de agosto de 2016
– 09:30: Imunossupressão em transplante renal: da indução à manutenção
– 10h: Mesa Redonda: O doador – Morte Encefálica, o impacto da notícia da morte percebido pela família e doador vivo e falecido
– 13:30: Mesa Redonda: A Equipe Multidisciplinar e o Transplante – Relevância de Fatores Sociais na Avaliação do Pré-Transplante, Enfermagem no pré o pós transplante e o que o Paciente Espera da Equipe de Transplante
– 15h; Avaliação cardiológica do candidato ao transplante
– 15:30: Coffee break
– 15:50: Técnicas Cirúrgicas de Transplante – Rim, pâncreas e fígado
– 17:15: Quem pode transplantar?
– 17:45: Sessão Interativa: desmistificando o transplante
– 18:15 – Cerimônia de Encerramento e coquetel

XIV Congresso Brasileiro de Transplantes

Entre os dias 24 e 27 de outubro de 2015 ocorreu o XIV Congresso Brasileiro de Transplantes em Gramado, Rio Grande do Sul. As Ligas Acadêmicas Unificadas de Transplante de Órgãos de Minas Gerais foram representadas e discutiram os desafios futuros e a unificação das ligas de transplantes no Brasil.

I Simpósio de Transplantes de Órgãos da Zona da Mata Mineira

As Ligas Acadêmicas Unificadas de Transplantes de Órgãos de Minas Gerais (LAUTO) promoveram nos dias 21 e 22 de novembro de 2014, no Anfiteatro da Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora (SUPREMA) o I SIMPÓSIO DE TRANSPLANTES DE ÓRGÃOS DA ZONA DA MATA MINEIRA. Este evento, o maior da área na região, teve caráter multidisciplinar, contou com profissionais de renome, e abordou temas de grande relevância relacionados ao transplante de órgãos, tais como: porque transplantar, diagnóstico de morte encefálica, abordagem psicológica no processo de captação, técnicas Cirúrgicas de Transplante, equipe multidisciplinar, imunologia do transplante, dentre outros. Os assuntos foram apresentados por meio de mesas redondas com espaço para discussão entre os palestrantes e convidados. Houve também uma sessão interativa ao final do evento na qual perguntas realizadas pelos congressistas foram discutidas por membros das equipes de transplante de Juiz de Fora. Outro aspecto digno de destaque foi a videoconferência que permitiu que os congressistas acompanhassem ao vivo a realização de um transplante renal.

Durante a abertura do evento, o Professor José Ventura, Diretor de ensino da Santa Casa de Misericórdia, foi homenageado e recebeu o título de Membro Honorário das ligas pelo seu trabalho junto a sociedade e contribuição com o desenvolvimento do nosso trabalho.

Certificados
Clique aqui para acessar os certificados.

Programação
Clique aqui para acessar a programação.

Patrocinadores
CINDI, SabinCor, PlasticCenter, Produtos Célio Pereira, Côrtes Villela, Neoclínica

Apoio
Santa Casa de Misericórdia, CTDR, UFJF, Suprema, UNIPAC, Freeway

Programação Final

Confira a programação final do I Simpósio de Transplantes da Zona da Mata Mineira.

  • Sexta-feira, 21 de novembro de 2014
    • 19 horas: Cerimônia de Abertura
    • 20 horas: Por que transplantar?
      – Dra. Hélady Sanders Pinheiro
    • 21 horas: Divulgação dos resultados do transplante e captação da região
      – Dr. Sebastião Ferreira
    • 21:40: Coquetel
  • Sábado, 22 de novembro de 2014
    • 8:30: Mesa Redonda
      – Diagnóstico de morte encefálica – Dr. Carlos Eduardo Amaral Pereira da Silva
      – Processo de captação – Abordagem psicóloga – Psicóloga Evelyne Rosa Coelho Lopes (CNCDO)
      – Distribuição de órgãos: transparência no processo – Dr. Rafael Rabello Lista Mira (CNCDO)
    • 09:30: Coffee Break
    • 10 horas: Mesa Redonda
      – Técnicas Cirúrgicas de Transplante Renal – Dr. Márcio de Souza
      – Técnicas Cirúrgicas de Transplante de Pâncreas e Fígado– Dr. Gláucio Silva de Souza
    • 11:00: Intervalo
    • 13:30: Mesa Redonda
      – Enfermagem no pré-transplante – Enfermeira Kamille Vidon Bastos
      – A equipe multidisciplinar e a enfermagem no pós transplante – Enf. Eliza Marsicano
      – Assistente Social no transplante. Assistente Social Elaine Barbeta de Freitas
    • 14:20: Mesa Redonda
      – Quem pode transplantar? – Dr. Paulo Rogério de Rezende Moreira
      – O doador vivo – Dr. Gustavo Ferreira
    • 15:10: Coffee Break
    • 15:30: Mesa Redonda
      – Imunologia do Transplante – Avaliação Clínica – Dr. Vinícius Sardão Colares
      – Imunologia do transplante – Avaliação Laboratorial – Marilia Cristina de Souza (Laboratório de Imunologia SCMJF)
      – Por que transplantes não funcionam para sempre? – Dra. Hélady Sanders Pinheiro
    • 16:30 – Sessão Interativa: Desmistificando o transplante
      – Moderadores: Dr. Gustavo Ferreira, Dr. Vinicius Colares, Dra. Hélady Sanders, Dr. Gláucio de Souza e Dr. Márcio de Souza.
    • 17:30 – Cerimônia de Encerramento

Aula Inaugural

As Ligas Acadêmicas Unificadas de Transplante de Órgãos de Minas Gerais (LAUTO), em parceria com o MG Transplantes, a Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora e a Liga Acadêmica de Transplantes de Tecidos e Órgãos, realizaram no dia 28 de maio de 2014, no Salão Nobre da Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora – MG, a aula inaugural da primeira Liga Acadêmica Unificada e Multidisciplinar de Transplantes do Brasil. Foram apresentados: funcionamento da liga, resultados do Serviço de Transplante Renal da Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora, protocolo de morte encefálica, captação de órgãos, transplante renal e técnicas cirúrgicas do transplante renal. Nós contamos com a presença das equipes transplantadoras de Juiz de Fora, MG Transplantes, diretoria da Santa Casa de Misericórdia, além dos acadêmicos das universidades da cidade. Ao final do aula, foi realizado o primeiro processo seletivo da liga destinado a acadêmicos de medicina da SUPREMA e UNIPAC. O processo seletivo de acadêmicos da UFJF será realizado no dia 06 de junho de 2014.

Clique aqui para ler o discurso de inauguração da instituição que foi proferido pelo Padre Jose Leles da Silva, membro da diretoria da Santa Casa de Juiz de Fora de Minas Gerais

Discurso de Inauguração

A sigla Lauto produz uma palavra latina que se traduz por magnífico, suntuoso, engrandecedor.

É realmente magnífico unir esforços, fazer uma liga de diversos saberes e fazê-los convergir em favor da vida. Cabe a mim, em nome da diretoria da Santa Casa, dizer aos senhores e às senhoras, peritos em várias ciências, que esta Instituição bicentenária, colocará toda estrutura necessária para o pensar e o agir dos senhores, na arte de reinventar a vida.

Temos testemunhado o ardoroso labor de tanta gente que tem realizado verdadeiros milagres, como o que assistimos na última semana, quando órgãos de uma santa e generosa doadora foram trazidos por verdadeiros anjos, que enfrentando as intempéries do tempo, não se intimidaram em alavancar esperanças e dizer com gestos heróicos, um Sim em favor da vida.

Como religioso, quero emprestar a minha voz aos beneficiários de hoje e de amanhã, para dizer a todos os senhores e a cada um em particular: muito obrigado pelo altruísmo, pela abnegação, por serem ponte de amor e doação entre aquele que oferece e os muitos que recebem.
Como tomei a sigla Lauto para lembrar uma palavra da Língua Latina, permitam-me, valer-me da sigla MG para tirar, também, outra expressão latina: Maximum Gaudium. Alegria plena!

Alegria plena pelo lançamento da Lauto, alegria plena e duradoura pela missão que os seus Membros se propõem a cumprir com excelência e fidelidade.

Deixo aqui, um poema, verdadeiro salmo, que traduz em versos a beleza da doação.

A culpa é tua.
Carlos Omar Vilella Gomes
Se não estás aqui não tenho culpa,
Mas se eu estou aqui, a culpa é tua!
Não soube dos teus trancos e teus sonhos,
Nem lembro dos teus passos pelas ruas.
Não respirei teus medos e silêncios,
Nem tive o teu rosto em minhas mãos…
Não sei a dimensão dos teus momentos
Mas trago, a me levar, teu coração!
O nó da minha garganta desatou-se
Logo depois que tua voz calou-se…
Eu não sei onde nem por que razão.
Se não estás aqui, não tenho culpa,
Mas se eu estou aqui, a culpa é tua!
Se hoje sigo meus trancos e meus sonhos,
Se ainda gasto passos pelas ruas.
Te foste, mas ficaste, simplesmente,
Na minha vida, entregando mais que o bem;
Navegando no olhar de um outro alguém,
Que há pouco só mirava escuridão…
Te indago com espanto e com respeito:
Bem mais que o sangue
pulsando no meu peito,
Qual o tamanho do teu coração?
Em algum canto, um pai, sem ar,
em uma cama…
Em outro, as sombras de
uma mãe em dissabor;
Os filhos pela volta, cabisbaixos,
Impotentes, mesmo tendo tanto amor.
Logo adiante, um piá contava as horas
Vendo seu sangue circular por um motor!
Daí a pouco, o terror de uma tragédia,
Uma vida que acabara sem querer;
A pior dor pesando a cruz de uma família,
Em seu calvário, carregado de sofrer…
Bendita luz de Deus, que nunca cega!
Pois a dor, em doação, se fez entrega
E dessa morte outros puderam renascer!
È o milagre da vida que veio através de ti,
Pelos frutos dessa entrega
que semeaste por aí…
No pai que passa, risonho,

trazendo o filho no colo,
Na mãe que enxerga suas crias
brincando frente aos seus olhos…
No piá que corre faceiro,
tenteando algum bem-te-vi!
O coração é um órgão
De carne e de pulsação…
Que se transforma em poesia
No ato da doação.
Pois quando se doa um órgão
Se tem a exata medida
Que o amor que plantamos
É bem maior que esta vida.
Se não estás aqui não tenho culpa,
Mas se eu estou aqui, a culpa é tua!
Também por outros,
com seus trancos e seus sonhos,
Também por outros,
com seus passos pelas ruas.
Bendita seja a família que
respeitou tua vontade…
Bendita história de alguém
que soube amar de verdade
E entregou esse amor em forma de doação!
Te indago com espanto e com respeito:
Bem mais que o sangue
pulsando no meu peito,
Qual o tamanho do teu coração?

Juiz de Fora, 28 de maio de 2014

[sd_person name=”Jose Leles da Silva” subtitle=”Santa Casa de Misericórdia” photo=”https://www.transplante.org/wp-content/uploads/2016/09/lelis.jpg”]